Tudo sobre o meu processo teórico na autoescola

julho 17, 2016
Foto: Reprodução/Kaboompics

Foto: Reprodução/Kaboompics.

Como eu já havia comentado aqui no blog antes, no iniciozinho do mês de abril, exatamente na mesma época do lançamento do blog, eu iniciei as minhas aulas teóricas na autoescola. Mas não, o início das aulas teóricas não é o primeiro passo desse looongo processo que é aprender a dirigir, algumas outras etapas iniciais antecedem isso, assim como também há as etapas sucessoras ainda como parte do processo teórico. Eu iniciei esse processo no início de março e o finalizei no final de maio, durando aproximadamente dois meses e meio (incluindo imprevistos). Como já concluí todas as etapas desse processo e inclusive já estou na metade do processo prático, decidi trazer o assunto para o blog explicando esse primeiro processo dividido em tópicos, para que fique algo mais organizado e compreensível. E, ah, levando em consideração que esse post está indo ao ar muito mais tarde do que eu havia imaginado, talvez eu deixe de fora alguns detalhes, mas vamos lá…

1ª etapa: Ida ao RETRAN para cadastro, apresentação de documentos e compra do laudo

Ir ao RETRAN (ou ao órgão que represente o DETRAN do seu município) para cadastro e apresentação de documentos é a etapa que dá start ao, como eu disse antes, longo processo que é tirar a carteira de habilitação, também conhecida como CNH. No meu caso, essa parte burocrática inicial foi feita no RETRAN de Lauro de Freitas, que é a representação do DETRAN no município onde eu moro. É lá onde se resolve toda a parte de documentação de veículos.

Para dar início ao processo, é necessário levar um documento de identificação, CPF e comprovante de residência ou domicílio (original e cópia de todos esses documentos). Logo em seguida será preenchido um formulário com mais informações pessoais e ocorrerá o encaminhamento para o banco, onde terá que ser paga uma taxa referente aos serviços feitos, mais conhecida como laudo (cujo valor estimado é de R$158).

É também nessa etapa que haverá o encaminhamento para a clínica onde serão realizados o exame médico e o psicoteste. Eu passei por toda essa parte burocrática no início de março e foi uma etapa bem rápida de se resolver. Para saber mais sobre essa parte burocrática e documentação é só clicar nesse link (lembrando que esse link é referente ao processo feito aqui no estado da Bahia, eu não sei dizer se há alterações entre os estados, portanto se faz necessária a visita ao site do DETRAN referente ao estado onde se resida).

2ª etapa: Exame médico e psicoteste

Esta etapa foi realizada pouco tempo depois da etapa anterior, em meados do mês de março. Consistiu basicamente em ir à clínica indicada pelo RETRAN para a realização do exame médico e psicoteste, que irão definir a aptidão para dirigir e dar início às aulas teóricas na autoescola ou não.

Há também um valor cobrado para essa etapa do processo, referente ao exame médico e ao psicoteste, que é consideravelmente mais caro que a taxa da etapa anterior (o laudo), não me recordo a exatidão do valor agora, mas arrisco dizer uns R$350, em média. Pois é, nada barato todo esse processo, não é mesmo?

Na clínica, primeiramente é realizado o exame médico e depois o psicoteste, que é a parte mais demorada, pelo menos na minha experiência foi assim. Na ocasião, a mesma profissional que realizou o psicoteste também solicitou que eu preenchesse uma ficha com meus dados pessoais e respondendo a algumas perguntas e também quis conversar comigo individualmente com a mesma pauta das perguntas da ficha, quis saber sobre a minha personalidade, sobre o meu comportamento em casa e em outros ambientes, se eu bebo, fumo, faço uso de algum medicamento em específico, se na minha família há histórico de alcoolismo, etc.

O exame médico em si, que é feito individualmente, é bem rapidinho, basicamente tive que olhar dentro de uma máquina algumas letras e números e dizer quais eram e apertar uma espécie de alicate, muito provavelmente para avaliar minha capacidade visual e motora, respectivamente. A médica que me avaliou me deu o resultado de imediato, dando um ‘ ok ‘ pra que eu seguisse para o psicoteste.

Antes da aplicação desse, foi exibido um vídeo sobre simpatia e organização no trânsito (mas acho que isso não é um padrão, algo que acontece sempre, rs). Logo depois foi realizado o psicoteste, uma prova escrita dividida em etapas acompanhadas pela aplicadora da prova, que foi feita juntamente de outras pessoas. Eu não me lembro de todas as etapas em si, mas todas elas precisam ser feitas dentro de um determinado tempo estabelecido pela aplicadora da prova, variando entre 3 e 15 minutos, em média, a depender da complexidade da etapa.

Me lembro da mais complexa e demorada, realizada por último, ser uma mini prova com questões múltipla escolha sobre lógica (com muitas formas e figuras geométricas). Também me lembro de uma em que tínhamos que ligar os pares de figuras iguais em um mosaico. Uma outra pedia que nós riscássemos em ordem numérica crescente placas numeradas de 1 à 50 dispostas aleatoriamente em uma folha. E, claro, a clássica etapa de preencher uma folha em branco com uma série de pauzinhos, que precisavam seguir um padrão de comprimento, largura e espaçamento.

Achei as etapas bem tranquilas e fui bem nelas, logo fui aprovado também! O resultado do psicoteste não é dado na hora, é divulgado poucos dias depois em um endereço de site que eles dão após a finalização da prova.

3ª etapa: Aulas teóricas

Após aprovação no exame médico e no psicoteste, eu já tinha sinal verde pra me matricular na autoescola e iniciar as minhas aulas teóricas. E é o que foi feito, mas somente no início de abril, mais especificamente no dia 11 (uma segunda-feira), já que mesmo com a rápida divulgação online do resultado positivo do psicoteste, eu tinha uma viagem marcada para o Rio de Janeiro logo no iniciozinho do mês e não queria já iniciar e ter que interromper as minhas aulas teóricas enquanto estivesse viajando, portanto esperei voltar de viagem pra começar essa etapa.

No dia 11 de abril, de manhã, eu e minha mãe fomos fazer a minha matrícula na autoescola Villas, que fica bem pertinho da minha casa, sendo que o curso inteiro (incluindo as aulas teóricas, práticas e todas as outras atividades envolvendo a autoescola), referente à primeira habilitação da categoria B, saiu no custo de R$1.650 (!)!

No mesmo dia, à noite, eu voltei à autoescola já pra fazer a minha primeira aula teórica. Ao todo foram 9 aulas, que é a quantidade exigida pelo DETRAN, e eu escolhi a turma noturna por conta da faculdade ser no período da manhã, portanto a carga horária era de 18h às 21h45 (durando 03h45min), com intervalo de aproximadamente 15 à 20min por aula, de segunda à sexta.

No início as aulas eram um pouco massantes, não apenas pela carga horária pesada, mas também por não terem muitas atividades interativas além de tirar dúvidas com o professor. Era bastante difícil conseguir manter a atenção e a concentração durante todo o tempo da aula. Porém, com o passar das aulas, foi melhorando, já que o professor dividiu a turma em grupos e estabeleceu uma líder de sala, para que pudesse organizar e tomar frente das atividades propostas por ele. Basicamente respondíamos a questionários eletrônicos em grupo, conversávamos sobre nossas dúvidas em comum, as tirávamos com o professor… E sempre havia um intercâmbio entre os grupos, o que tornava toda a coisa ainda mais dinâmica. Cheguei a ser líder de um dos grupos uma vez inclusive!

O mais interessante era que a posição dos grupos nas atividades daquele dia determinavam a ordem de saída da sala no intervalo e no término da aula. Ou seja, além do intuito de aprender e ser aprovado na prova teórica, todos tinham como objetivo ir bem nas atividades pra ter vantagem na saída, hehe!

Uma parte chata desse processo das aulas é que ao chegar pra aula, ao descer pro intervalo e ao ir embora após o término da aula tínhamos que registrar as nossas digitais na recepção, o que era um saco, ainda mais pra mim, que tenho uma digital que de vez em nunca é reconhecida (!). Continuo sofrendo com isso agora nas aulas práticas… :/ Quando isso acontecia, ou seja, praticamente SEMPRE, a minha presença era registrada por foto (que é o que ainda acontece atualmente).

Durante as aulas, através das explicações do professor, de slides, de atividades em grupo e de uma apostila (que vergonhosamente não li até hoje, hihi!), aprendemos os assuntos: legislação, infrações e sinalização de trânsito, direção defensiva, primeiros socorros, cidadania, meio ambiente e mecânica básica. As aulas sobre legislação, infrações e sinalização são um tanto quanto chatinhas, já direção defensiva, primeiros socorros, cidadania e meio ambiente adorei aprender! Acho que faltou aprendermos mais a fundo mecânica básica, que foi deixada pelo professor literalmente para o final do curso, na segunda metade do último dia de aula! Tanto que estou sentindo falta disso agora durante as aulas práticas, mas, já foi…

De uma forma geral, eu gostei das aulas teóricas e também gostei bastante do meu professor, Valnei (não sei se é assim que escreve), que é um verdadeiro expert em trânsito, super solícito e, com bom humor, tornou as aulas bem mais leves e tranquilas. A relação criada entre os grupos e a turma como um todo foi bem legal também. No último dia de aula rolou até uma confraternização com comes e bebes (com direito à pizza da DaBox e tudo! Amo! <3)!

Das 9 aulas exigidas pelo DETRAN, fiz 8 no meu curso normal, já que em um dos dias acabei me atrasando e perdendo a aula. Foi uma dor de cabeça e tanto pra conseguir repor essa aula perdida, mas finalmente no dia 17 de maio (uma terça-feira) consegui encerrar oficialmente o meu curso teórico com a reposição da tal aula.

4ª etapa: Simulado

O simulado é uma espécie de treino para a prova teórica e, diferentemente dela, que é feita no RETRAN, ele é realizado na própria auto-escola. Felizmente consegui marcar o meu para um dia depois da reposição da aula teórica que eu havia perdido ao longo do meu curso normal, logo fiz o simulado no dia 18 de maio (uma quarta-feira).

Eu achei que fosse obter um rendimento bem ruim pelo fato de os assuntos aprendidos durante as aulas não estarem mais tão frescos na minha mente, já que do fim do meu curso normal até a reposição da aula que faltava pra cumprir a carga horária exigida pelo DETRAN se passaram muuuitos dias…

Mas, para a minha surpresa, obtive 70% de aproveitamento, que é o que deve ser obtido também na prova teórica, que é a que dita a aptidão para o início das aulas práticas ou não! Fiquei bem surpreso e feliz com o meu resultado! 0/

Sobre a estrutura do simulado, que é eletrônico e supervisionado pelo DETRAN através de uma câmera embutida no computador que filma o participante durante a prova, são 40 questões abrangendo todos os assuntos dados nas aulas em um tempo de 50 minutos. No meu simulado, pelo menos, caíram em peso os assuntos de direção defensiva, primeiros socorros, legislação e sinalização de trânsito, logo entendi o motivo de mecânica básica ser deixada um pouco de lado durante as aulas.

Achei as questões bem tranquilas, mas absolutamente nada de ridículas como algumas pessoas haviam me dito antes de eu poder fazer minhas próprias constatações! O legal é que junto ao resultado também foi mostrado a mim um índice com os assuntos que mais acertei e que mais errei, o que é um feedback bem legal ao participante! E, sim, o resultado do simulado sai de imediato!

5ª e última etapa: Prova teórica

Com o bom rendimento que obtive no simulado, acabei indo fazer a prova teórica sem grandes nervosismos, o que foi muito bom e eficaz. Fiz a prova, que se trata da etapa final do processo teórico, no dia 30 de maio (uma segunda-feira), no RETRAN (o mesmo local onde fui lá no iniciozinho do processo, na primeira etapa, de cadastro, apresentação de documentos e compra do laudo).

Foi necessário apenas apresentar alguns documentos e registrar a minha digital (que, mais uma vez, demorou de dar as caras…) para que eu pudesse iniciar a prova, que, seguindo os moldes do simulado feito anteriormente, era online, monitorada pelo DETRAN, com 40 questões e 50 minutos pra fazer. Os assuntos que caíram em mais e menos frequência também foram os mesmos do simulado, a única diferença é que achei o nível das questões da prova um pouquinho mais elevado.

Por sorte, consegui ser aprovado de raspão! Era preciso que eu acertasse 25 questões e acertei 26! Olha, se isso não foi sorte, eu realmente não sei o que foi, viu? HAHAHA O resultado também saiu de imediato e, estando euzinho aprovado, já estava apto para o início da outra metade do processo que é aprender a dirigir, a prática! 0/

 

E aí, qual das etapas do meu processo teórico na autoescola mais chamou a atenção de vocês? Vocês já passaram por isso? Ou estão prestes a passar? Tem alguma dúvida que talvez eu possa tirar? Compartilhem tudo comigo nos comentários que eu vou adorar ler e responder! E continuem ligados porque assim que eu terminar a parte prática, que já está em curso, faço um post sobre as etapas dela também, combinado? 😉

3 fotos: Comprinhas na Saraiva, batata rústica do McDonald’s e pug

julho 17, 2016

Aqui, nesta sessão fixa do blog, postarei os três acontecimentos destaques da minha semana através de três fotos referentes aos mesmos.

1 – Comprinhas na Saraiva:

 

Na última segunda-feira (dia 11), logo no iniciozinho da semana, transformei o dia mundial mais odiado da semana em um dia maravilhoso ao finalmente conseguir comprar duas coisas na Saraiva do Salvador Shopping que eu já estava querendo há muuuito tempo: o álbum Last Year Was Complicated, do Nick Jonas, lançado no dia 10 do mês passado e o livro Garota Online em Turnê, da Zoe Sugg (mais conhecida como Zoella), lançado no último dia 04. Apesar de ainda não ter ouvido o disco comprado e lido as letras das músicas que graças ao bom Deus vem no encarte (amo quando isso acontece!), já decorei boa parte das letras de todas as músicas porque simplesmente não paro de ouvir esse álbum no meu Spotify desde quando foi lançado, estou absolutamente viciado! Não foram poucas as vezes em que fui atrás desse bendito CD, mas finalmente consegui a minha cópia física em mãos e assim que eu apreciá-la com calma subirei aqui um post apenas com a resenha do álbum (sim, ele é digno disso!)! Amor demais por essa nova fase do menino Nicholas! <3 E quanto à demorada tradução brasileira de Girl Online on Tour, da Zoella, publicado pela Editora Verus no Brasil, mal posso esperar pra lê-lo e acompanhar o desenvolvimento do relacionamento de Penny e Noah! Espero que esse livro seja tão maravilhoso quanto o antecessor e me deixe uma pilha de ansiedade para ler o próximo, Girl Online Going Solo, que inclusive foi anunciado recentemente pela autora, com data de lançamento prevista para o próximo Dia das Bruxas (nos Estados Unidos) – confiram a capa do novo livro clicando aqui! Fiquem ligados porque Garota Online em Turnê é uma leitura que pretendo fazer ainda nesse mês, logo é provável que muito em breve tenhamos resenha do livro por aqui! 0/

2 – Batata rústica do McDonald’s:

 

Na mesma ida ao shopping do item anterior desse 3 fotos, decidi experimentar a nova batata rústica do McDonald’s e resultado: mal posso esperar pra comê-la novamente! Eu havia descoberto o lançamento dessa batata no cardápio do McDonald’s poucos dias antes pelo Facebook (alguma amiga minha conhece tão bem o meu amor por gordices que me marcou em um post sobre a batata, hehe) e logo tive a oportunidade de experimentar. Diferentemente da batata que o Mc lançou no ano passado em formato de Minions (na época da estreia do filme nos cinemas), cujo gosto na minha opinião é o mesmo da batata tradicional que eles oferecem, achei o gosto da batata rústica bastante diferente. É como se fosse uma batata assada só que muito, mas muito crocante e saborosa! E a porção ainda é bem servida! O McDonald’s arrasou demais nessa novidade, espero que fique no cardápio deles por tempo ilimitado ou ao menos por um looongo tempo! Sempre que eu for lá e pedir uma McOferta, vou substituir a batata tradicional pela rústica, já que não sou muito fã da tradicional (acho industrializada demais) e amei a rústica! Experimentem, vocês não vão se arrepender!

3 – Pug:

 

Esta pug graciosíssima da foto acima é a Lolah, também chamada de Menina, a cachorrinha de estimação da minha amiga Bruna (apesar de eu querer que fosse minha!)! Eu, Bruna e Carol realizamos mais um encontrinho maroto do nosso grupo Meias Zebras na casa de Bruna na última quinta-feira (dia 14) e lá estava Lolah, cheia de energia, como de costume, hehe! Apesar de que quem estava partindo o meu coração de saudades mesmo era Bruna, que, como eu já havia comentado aqui antes se mudou pra São Paulo (</3), também estava com saudades dessa cachorrinha! Eu não levo muito jeito pra brincar com ela e nem sei quando é a hora de parar de fazer carinho, mas mesmo assim adoro ela, assim como cachorros no geral. Mesmo não tendo muito sucesso com os bichinhos de estimação que eu já tive (nenhum deles foi cachorro), eu sempre quis ter um catioro, não só pra tirar uma foto com ele usando aquele filtro de orelhinhas do Snapchat, rs, mas pra cuidar mesmo… Mas, como diz minha mãe, como eu cuidaria de um bichinho que requer tanto cuidado se não cuido nem de mim? HAHAHA Sim, ela realmente diz isso! #sinceridades Espero poder um dia ter um catioro pra chamar de meu, mas enquanto isso não acontece tentamos resistir a essa carinha de ” brinca comigo? ” de Lolah… Me digam: ela não é uma gracinha? <3

 

E aí, gostaram do 3 fotos referente a essa semana? Qual dos três itens acima mais chamou a atenção de vocês? Por quê? Vocês vão aguardar pelas resenhas do álbum do Nick e do livro da Zoella? Já experimentaram a batata rústica do McDonald’s? Não acharam Lolah um amorzinho de pug? Me contem tudo nos comentários logo abaixo! Eu vou adorar saber! Até o 3 fotos da próxima semana! Beijos de luz! 😉

3 fotos: Evento com Karol Pinheiro, Procurando Dory e Instagram do blog

julho 03, 2016

Aqui, nesta sessão fixa do blog, postarei os três acontecimentos destaques da minha semana através de três fotos referentes aos mesmos.

1 – Evento com Karol Pinheiro:

 

O momento mais legal da minha semana e muito provavelmente do meu mês inteiro aconteceu na tarde de ontem (sábado)! É que rolou na Saraiva do Shopping da Bahia o lançamento e sessão de autógrafos do livro de estreia da Karol Pinheiro, As Coisas Mais Legais do Mundo e eu obviamente não pude deixar de comparecer! Como eu já disse aqui no blog algumas vezes, a Karol é uma das minhas blogueiras/youtubers/personalidades da internet/pessoas favoritas desde 2014, quando eu passei a acompanhá-la e é desde então que sonho em conhecê-la, e agora, dois anos depois, finalmente tive essa oportunidade e foi incrível! <3 Passar uma madrugada inteirinha acordado de tanta ansiedade e escrevendo cartas, sair de casa quinze pras 07h da manhã mesmo o evento só estando marcado para as 15h da tarde, ficar dentro de um shopping por praticamente oito horas seguidas foram esforços que eu fiz e que foram muito bem recompensados por todo amor e carinho que recebi da Karol nesse evento! E de quebra ainda conheci a Maqui, sócia e amiga da Karol, que também é um amorzinho de pessoa! Rolou muito beijo, abraço, autógrafo, ‘ YAAAY ‘ e amor nesse evento, que de fato foi a realização de mais um sonho pra mim e eu ainda não estou acreditando que finalmente aconteceu! #emocionado Em breve pretendo subir aqui no blog um post somente com os detalhes e fotos do evento, então fiquem de olho, combinado?

2 – Procurando Dory:

 

Ainda ontem, enquanto aguardávamos ansiosamente pelo horário do evento da Karol, eu e minhas amigas Camila e Karol (simmm, assim como a Karol Pinheiro o Karol dela também é com K, sorte demais na vida, não é mesmo? Haha!), decidimos ir ao cinema para que não ficássemos no shopping sem fazer nada. O filme que iríamos assistir? Sem nem pensar duas vezes, Procurando Dory, uma das continuações fílmicas mais esperadas por 9 em cada 10 adolescentes dos dias de hoje, rs! Pegamos a sessão de 11h40 da manhã e assistimos ao filme com Bruno, amigo de Camila, que também tem um blog bem legal que vocês podem conferir clicando aqui, e uma amiga dele. O filme da peixinha mais esquecida do cinema já se tornou uma das minhas animações favoritas da Disney Pixar e é muito amorzinho (‘ Oi, eu sou a Dory! ‘)! <3 Fiquei bastante satisfeito pelo fato de ser uma continuação que passa longe daquelas continuações que são feitas apenas pela necessidade de se dar uma continuidade, mesmo que sem fundamento algum. Pelo contrário, eu amei conhecer mais a história da Dory e acompanhar a busca pela sua família! Também adorei rever os personagens antigos (principalmente aquele polvo rosa fofinho que não sei o nome, rs), conhecer os novos, as cenas nas quais a Dory fala em baleiês (são maravilhosas!), o linguajar bem atual (até um ‘ miga, sua loca ‘ rola!)! Enfim, amei o filme e super assistiria de novo no cinema! Recomendo a todos! Procurando Dory também estará incluso no post de filmes assistidos recentemente que pretendo subir aqui no blog ainda nessa semana, então fiquem ligados!

3 – Instagram do blog:

 

Como prometido recentemente, ao longo desse mês de julho teremos muitas novidades legais sendo compartilhadas aqui no blog! 0/ E a primeira delas foi revelada ontem (sábado), com a criação de um perfil no Instagram dedicado apenas ao conteúdo do blog, suas atualizações e demandas! Quando o Papo de Matheus foi ao ar, em abril, eu achei que conseguiria equilibrar os meus posts pessoais com os do blog no meu perfil pessoal (@papodematheus), mas na prática mesmo acabou não rolando, então decidi criar um novo perfil por lá! Além de ser mais um meio onde poderei divulgar as novidades do blog, também pode ser mais um canal pra vocês interagirem comigo! E a programação de posts nesse novo perfil, exclusivamente para o blog, já começou! O @ é blogpapodematheus e pra conferir é só clicar nesse link! Se vocês puderem me seguir e acompanhar por lá também, ficarei muitíssimo grato! <3

 

E aí, o que acharam do 3 fotos dessa semana? Estavam com saudades desse tipo de post? Vocês também acompanham e adoram a Karol Pinheiro assim como eu? Já assistiram Procurando Dory? Curtiram a novidade de um perfil dedicado somente ao blog no Instagram? Já me seguiram por lá? Espero que tenham gostado do post e que nos encontremos novamente no 3 fotos da semana que vem! Beijos! 😉

Resumo mensal – #Junho2016

julho 01, 2016

Aqui, nesta sessão fixa do blog, postarei um resumo com os principais acontecimentos do meu mês.

Como eu já havia dito aqui no blog anteriormente, junho é, sem dúvidas, um dos meus meses favoritos de todo o ano! E muito provavelmente a minha empatia escancarada por esse mês está diretamente relacionada ao início das férias e às festas juninas, que é algo que eu também amo! <3 Acredito que o fato de eu gostar tanto desse mês acaba fazendo com que eu automaticamente crie expectativas sobre ele, só que, neste ano, assim como maio, meu junho não foi um dos meses mais felizes de 2016. Tudo porque a necessidade de uma resposta concreta e definitiva do que eu vou fazer da vida quanto aos estudos ao longo dos próximos meses se tornou cada vez maior, para mim e também para minha mãe e meu padrasto – que, por sua vez, me pressionaram bastante a pensar com mais cuidado e precisão sobre o futuro. E, sim, apesar do medo do novo, eu já encontrei a minha resposta e ela já está na ponta da língua! Logo logo compartilharei mais sobre isso com vocês! Mas, ao longo dos últimos 30 dias, também aconteceram coisas leves e que me fizeram sorrir como eventos literários de autores que gosto muito, séries novas que me deixaram viciado e muito, muito mais… Para saber mais sobre o meu mês de junho é só continuar lendo este post porque logo abaixo dividi em parágrafos os acontecimentos mais relevantes do meu mês neste mais novo Resumo mensal do blog, vem comigo! 0/

 

– O assunto que mais se fez presente no meu mês de junho certamente foi o futuro. Sim, ele mesmo! Com a proximidade do fim do semestre na faculdade, a reflexão e, por fim, a decisão do que fazer na outra metade do ano se tornaram cada vez mais necessárias. Após a realização da Av. 2 (nome dado à segunda avaliação do semestre), que consiste em uma prova específica de cada disciplina, e da Av. 3 (nome dado à terceira avaliação do semestre), que se trata de uma prova geral englobando questões de todas as disciplinas (também conhecida como APED), aplicadas ao longo das duas primeiras semanas de junho, sendo que fui super mal em praticamente todas as Av. 2 e super bem na Av. 3, eis que o resultado final chegou! Como reflexo do desleixo com o qual tratei todo esse semestre, fui para a final de três matérias e perdi direto em outras três. E, como eu já tinha mesmo pretensões de cancelar a minha matrícula em função da minha insatisfação e desânimo com a faculdade (o que eu já havia evidenciado no Resumo mensal de maio, que, caso não tenham conferido, podem conferir clicando aqui), que cresceram gradativamente ao longo desse semestre, achei que nem valia a pena fazer as finais e tentar me salvar nessas matérias. Me entristece a forma com a qual conduzi a minha experiência na Unijorge ao longo dos últimos seis meses, eu realmente poderia ter feito diferente, mesmo sabendo que não continuaria, mas o que já está feito não pode mais ser mudado, então… Bom, o que importa agora é que a minha matrícula já foi cancelada e eu finalmente me desliguei por completo dessa universidade. Este mês de julho será bem decisivo para mim, principalmente quanto a planejar o meu futuro, que, acreditem, está mais próximo do que nunca! Muitíssimo em breve vocês irão descobrir do que estou falando! Continuem ligados aqui porque essa grande novidade deve ser revelada nos próximos dias! E eu mal posso esperar para contá-la oficialmente pra vocês! 0/

 

– Sobre o desenrolar de outras atividades que preenchem o meu cotidiano, em junho… Nos dias 08 e 15 (quartas-feiras), aconteceram respectivamente o Final Oral Test e o Final Written Test, os testes oral e escrito do final do semestre, no meu curso de inglês. De acordo com a minha intuição, fui super bem no teste oral e razoável no teste escrito e, felizmente, mesmo com a surra de faltas que marcaram esse meu semestre lá, consegui passar e me tornar apto para dar continuidade ao curso. Mas não, não irei continuar. E o motivo disso também está relacionado à grande novidade que eu mencionei no parágrafo anterior, que vocês logo logo ficarão sabendo… Por um lado, é uma pena, pois ao longo do semestre eu realmente construí uma relação bastante legal com meu professor, Ted (que, no fim das contas, se desligou do Cultura Inglesa porque vai se mudar para o Rio) e também com os meus colegas de classe. Apesar de eu ter constatado que o nível do Cultura Inglesa daqui de Vilas do Atlântico (bairro onde moro atualmente) é bem inferior ao do Rio, foi uma experiência super válida e sentirei saudades! </3 Como eu já havia comentado aqui em algum momento, desde o início do ano passado que eu venho frequentando sessões de fonoaudiologia com o intuito de reduzir uma leve gagueira e disfluência que, com o tempo, comecei a apresentar um pouco mais intensamente na fala. Acontece que recentemente eu me despedi da fonoaudióloga que me acompanhou durante todo esse tempo, Lorena, que eu simplesmente adoro tanto como pessoa quanto como profissional, já que ela passou a atender na clínica apenas às sextas-feiras, dias em que a agenda já está cheia. :/ Mas ontem (dia 30), conheci a minha nova fonoaudióloga, na mesma clínica, que também é um amorzinho de pessoa e aparenta ser uma excelente profissional. Infelizmente teremos apenas um mês e meio, mais ou menos, de tratamento, pois é mais uma coisa que irei finalizar por aqui (mistério, mistério, mistério…), então realmente pretendo dedicar um tempinho a isso ao longo desse curto período de tempo! E, quanto ao longo processo da auto-escola, eis que finalmente temos uma evolução: FI-NAL-MEN-TE iniciei as aulas práticas (eu ouvi um amém?)! A minha primeira aula prática aconteceu no último dia 21 (uma terça-feira) e, nesse primeiro momento, o meu instrutor, Daniel, basicamente me ensinou o que fazer ao entrar no carro, como ajustar o banco, os espelhos e coisas do tipo. Minha experiência com a direção do veículo em si foi bem rápida. Mas ao longo das aulas que vieram a seguir foi pauleira mesmo – inclusive ainda estou tentando me livrar de todo o nervosismo, ansiedade e tensão que sempre me acompanham durante as aulas. Tem sido uma experiência extremamente difícil e desafiadora pra mim, mas ao longo das aulas vou relaxando e evoluindo, se Deus quiser! Ao todo são 25 aulas práticas, hoje (dia 1º) fiz a minha 5ª aula e, a princípio, a minha última aula será no próximo dia 29. O próximo e último desafio nesse processo de aprender a dirigir será a prova prática, que ditará se estou apto ou não para tirar a minha habilitação de motorista… #medo

 

– Embalados pelo clima de São João, no último dia 23 (uma quinta-feira), eu, minha mãe, meu padrasto, minha irmã, minha meia irmã e seus respectivos namorados, Elder e Gabriel, fizemos uma festinha junina aqui em casa. Só pra não deixar a data, que é tão comemorada aqui no Nordeste, sobretudo nos interiores, passar em branco. Na realidade, a ideia inicial de minha mãe e meu padrasto era alugar uma casa em algum desses interiores da vida para que pudéssemos passar a data, mas, como acabou não rolando, fizemos a festinha mesmo. Não foi tão animada, mas foi bem legal, conversamos, demos risada e comemos, ah, se comemos… Haha! Eu não comi taaanto assim porque não sou muito chegado em comidas típicas de festa junina, mas minha meia irmã trouxe um docinho de churros que só Jesus na causa, que perdição! Só de lembrar já dá água na boca… A decoração da casa estava bem bonitinha também, cheia de bandeirinhas coloridas! <3 Apesar de geralmente não curtir muito, São João é uma das épocas do ano que eu mais gosto!

 

– Uma das coisas mais legais que aconteceram em junho foi a chegada de Bruna (que é carinhosamente chamada de Brunão por mim e nossas amigas em comum, rs) à Salvador após um semestre inteiro de estudos em São Paulo. Uma das minhas melhores amigas da vida e da época do colégio, ela se mudou para a terra da garoa no início do ano para cursar Direito e agora só vem pra cá nas férias mesmo, que é o que está acontecendo agora! Ainda é um pouco estranho para mim não vê-la praticamente todos os dias, diferentemente do que acontecia no colégio, mas simplesmente amo quando ela vem pra cá! <3 Pronta para passar um mês inteirinho de férias aqui, ela chegou no último dia 25 (um sábado) e logo de cara eu, ela e nossa amiga Carol (Carolivie), com quem formamos o grupo Meias Zebras, nos reencontramos! E, anteontem (dia 29), eu, ela e nossas amigas Luiza e Catarina (Lu e Cata) também nos reencontramos em uma noite do pijama com direito a colocar a fofoca em dia, filme de terror e brigadeiro! Foram reencontros tão especiais, e que sejam os primeiros de muitos dessas férias, pois quero aproveitar ao máximo a estadia dela por aqui! 0/

 

– Outro ponto alto desse mês que acabou de se despedir foram dois eventos literários maravilhosos que eu tive a oportunidade de comparecer: Os lançamentos e sessões de autógrafos de O Amor Nos Tempos de #Likes, dos autores e booktubers Pam Gonçalves, Bel Rodrigues, Hugo Francioni e Pedro Pereira (Editora Galera Record), que aconteceu no dia 08 (uma quarta-feira) e de Confissões de uma Garota Excluída, Mal-amada e (um pouco) Dramática, de uma das minhas autoras favoritas da vida, Thalita Rebouças (Editora Arqueiro), no dia 19 (um domingo), ambos na Saraiva do Salvador Shopping. Apesar de que poderiam ter sido um pouco mais organizados, os dois eventos foram super legais. Adorei conhecer a Pam, a Bel, o Hugo e o Pedro (Pedrugo <3) e adorei prestigiar Thalita pela milésima vez em mais um lançamento (todos eles são bem amorzinhos), adorei receber autógrafo nos meus livrinhos e adorei poder curtir mais dois eventos acompanhado das meninas da Família Literária (não canso de declarar o meu amor por esse grupo)! <3 Ainda não falei mais detalhadamente sobre esses eventos aqui, mas ao longo dos próximos dias pretendo subir posts apenas sobre cada um deles! Em junho li apenas um único livroO Amor nos Tempos de #Likes, o qual consegui terminar praticamente todo antes do evento para poder comentar sobre com os autores. O livro é uma releitura de clássicos da literatura mundial nos dias atuais e apresenta três contosPróximo Destino: Amor, da Pam, releitura de Orgulho e Preconceito, da Jane Austen; (Re)começos, da Bel, releitura de Dom Casmurro, de Machado de Assis, e 337 km, de Hugo e Pedro, releitura de Romeu e Julieta, de Shakespeare. Todos os contos são lindos e são de uma leitura bem leve e gostosinha, até porque não se estendem muito. Em breve pretendo publicar aqui no blog uma resenha do livro! Mais recentemente também comecei a ler As Coisas Mais Legais do Mundo (apaixonado!), livro de estreia da maravilhosa Karol Pinheiro (que, inclusive, vem autografá-lo em Salvador amanhã, dia 02! Eu tô tremendo, Rosana!), que foi a minha única aquisição literária desse mês. Eu já havia comprado esse livro em pré-venda na Saraiva, mas como os exemplares normais chegaram antes dos exemplares em pré-venda, comprei novamente na loja e depois troco o comprado em pré-venda por outra coisa! Querem uma dica? Nunca comprem livros em pré-venda! É furada na certa! Mais pra frente também posso fazer um post só sobre o livro e outro só sobre o evento!

 

– Também em junho assisti alguns filmes no cinema… No dia 10 (uma sexta-feira), eu e meus migos e migas da faculdade, Camila, Gisele, Bruna, João e Lucas, fomos assistir Invocação do Mal 2 no cinema do Salvador Shopping e foi um dos melhores momentos do mês, sério! O filme em si é bom, achei bem melhor que o primeiro, do qual não sou muito fã, em todos os aspectos e os sustos presentes nesse são realmente maravilhosos, mas o melhor foi que cada um teve uma reação diferente: Eu tomei susto em alguns momentos e chorei de rir em outros, Camila achou tudo tão entediante que chegou a cochilar no cinema, Gisele passou o filme inteiro com uma expressão de preocupada, Bruna chorou de tanto medo e mal conseguia soltar minha mão, João sentiu medo das partes mais bestas do filme e Lucas confundiu terror com comédia, gargalhou o filme inteiro, haha! No dia 19 (um domingo), logo após o evento da Thalita Rebouças, eu e Carol realizamos mais uma de nossas famosas sessões triplas de filmes no cinema. Dessa vez assistimos, em sequência: Alice Através do Espelho, o qual achei razoável, porém bem inferior ao primeiro – e continuo sem entender o motivo dessa continuaçãoComo Eu Era Antes de Você, que me fez chorar horrores (o que é bem raro de se acontecer em um filme) e já se tornou um dos meus romances favoritos de todos os tempos, e Mais Forte Que o Mundo – A História de José Aldo, que, apesar de eu não curtir UFC, é o filme nacional mais bem estruturado e produzido que eu já assisti. Trama foda, enredo foda, direção foda, elenco foda e eu posso continuar falando um aspecto do filme seguido da palavra ‘ foda ‘, haha… No meu mozão Netflix (a cada dia que passa nossa relação se torna mais séria), assisti ao filme Hush: A Morte Ouve, que se trata de um suspense/terror psicológico fascinante, que de fato prende quem está assistindo e que me deixou extremamente tenso do início ao fim! Como já prometido anteriormente, em breve farei um post de filmes assistidos recentemente e os que eu mencionei acima estarão inclusos, podem aguardar!

 

– Quanto à séries, que, falando a real, nunca estiveram tão presentes na minha vida como nesse ano, no iniciozinho do mês comecei a assistir Orphan Black por indicação da minha amiga Patricia, uma série que eu achei que não fosse dar credibilidade e de fato começar a assistir por um bom tempo… Eis que fiquei completamente viciado antes mesmo de chegar na metade da 1ª temporada, assim como aconteceu com Gossip Girl! Nunca havia passado pela minha cabeça que a temática principal da série eram clones e a atriz que dá vida a eles, meu irmão, que mulher maravilhosa, Tatiana Maslany! Amo Sarah, Helena e Cosima, melhores clones! <3 Já assisti as três primeiras temporadas e estou no aguardo da 4ª, que será disponibilizada pela Netflix no próximo dia 15! Mal posso esperar! 0/ Enquanto não tenho novos episódios de Orphan Black para assistir (e nem quero assistir em baixa qualidade em outros sites), comecei a assistir Pretty Little Liars, mais uma série que eu nunca havia assistido e precisava o fazer. Resultado: Tô amando! A série ainda não me viciou tanto, mas ainda assim comecei há pouquíssimo tempo e já estou no início da 2ª temporada! Há na trama um suspense maravilhoso que eu nunca imaginei que houvesse! No momento estou shippando tanto Hanna e Caleb (Ashley Benson e Tyler Blackburn), eles formam um casal maravilhoso! <3 Também estou acompanhando a 2ª temporada de Scream, que estreou na Netflix no dia 31 de maio. Eles estão disponibilizando um episódio por semana dos doze que compõem a temporada e já estou em dia. Essa 2ª temporada está infinitamente melhor e mais tensa do que a 1ª, é um AVC a cada episódio, rs! Quando o assunto é música, no mês de junho o que mais tocou no meu Spotify sem pensar duas vezes foi o novo álbum do Nick Jonas, Last Year Was Complicated. Lançado no último dia 10, inicialmente fiquei em dúvida se esse era melhor ou não do que o anterior, Nick Jonas, de 2014, mas, depois de um repeat aqui e outro ali, pude constatar que SIM, é muito melhor! TouchGood GirlsComfortableThat’s What They All SayUnder You Bacon são as minhas favoritas! Se eu estou viciado? Sim! Se eu quero manter esse vício? Também! Mal posso esperar para garantir a minha cópia física do álbum e poder assistir aos lives de todas as suas músicas com o desenrolar da Future Now Tour, a turnê conjunta do Nick com a Demi Lovato! Gosto muito!

 

E aí, o que acharam do Resumo mensal de junho? Qual dos acontecimentos do meu mês vocês acharam mais legal? Me contem abaixo nos comentários! Eu vou adorar ler e responder vocês! Até o Resumo mensal de julho, que eu espero que seja ainda mais recheado de acontecimentos legais do que esse! Beijos! 😉

Navegue nas páginas123456

Papo de Matheus • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por